Inteligência artificial precisa ir além do chatbot


As empresas estão olhando para inteligência artificial (IA) como impulsionador do diferencial competitivo e estão — ainda que em projetos menores e específicos — adotando-a em diferentes níveis. Como as prestadoras de serviços de telecomunicações podem tirar maior proveito da adoção de IA foi tema de painel no Telco Transformation Latam, evento da Conecta Latam realizado dias 18 e 19/09 no Rio de Janeiro. Executivos da Claro e TIM revelaram como vêm implantando projetos com IA embarcada e falaram sobre o potencial transformador desta tecnologia.


“Acho que não tem nada mais revolucionário no momento do que falar de inteligência artificial. Ela vem sendo usada de forma ampla dentro das empresas. Nós temos IA em pequenas porções e identificamos o potencial de amplificar sistemas usando IA”, ressaltou Albervan Luz, gerente-sênior de TI da Claro. Para ele, é necessário entender três pontos antes de adotar IA: entender o que é inteligência artificial, ter as competências necessárias e saber como pode se utilizar de modo que impacte o negócio.


Inteligência artificial está baseada em muito em treinamento e ajuda, principalmente, às empresas a contextualizarem probabilidades. Para tanto, contar com perfis profissionais adequados é fundamental. Para Luz, IA deveria ser tratada com a grandeza e importância que as empresas dão aos seus ERPs.


Márcio Martins Filho, gerente-sênior para big data analytics e soluções de IA na TIM, afirmou acreditar que, de alguma maneira, as empresas de todos os portes estão fazendo uso de IA. “O grande desafio é como escalar IA, como levar inteligência artificial para a ponta e como usá-la em 5G”, apontou, ao falar especificamente da indústria de telecomunicações. Uma das aplicações em evidência é o uso de IA pervasiva para endereçar a jornada do cliente.


Muitas das iniciativas que se têm atualmente estão no nível de chatbots. A TIM, por exemplo, tem investido em chatbot para atendimento tanto do cliente externo como interno e usa o aplicativo WhatsApp para atender ao cliente em necessidades como recarga de celular.


Na Claro, a IA está sendo estudada e testada dentro do centro de inovação e prova de conceito está sendo conduzida de forma horizontal na telco. “IA sozinha não necessariamente é a solução de todos os problemas e podemos potencializar IA com blockchain, IoT para ser mais favorável o retorno para a organização”, disse o gerente da Claro.


Na TIM, IA está dentro da estrutura de transformação digital, que tem cientista de dados e busca fazer nascer os projetos pelos casos de negócios, casos de uso para depois colocar na esteira.


Uma das preocupações, pontuaram os dois executivos, é a qualidade dos dados inseridos no data lake para garantir que eles são passíveis de serem usados. Eles também ressaltaram a necessidade de adequação à Lei Geral de Proteção de Dados e entender quais dados podem ser usados para quais finalidades.




por Roberta Prescott




#conectalatam #telcodigital #telco2019 #telco #telecom #tic #fraud #5g #networktransformation #digitaltransformation #ti #ia #inteligenciaartificial #lgpd

0 views

© 2020 by Conecta Latam