Slicing traz benefícios e riscos às redes das operadoras


O que olhar em termos de segurança na migração de 4G para 5G? Em palestra durante o Telco Transformation Latam, evento da Conecta Latam realizado dias 18 e 19/09 no Rio de Janeiro, Dmitry Kurbatov, CTO da Positive Technologies, explicou que, ao mesmo tempo em que o fatiamento de rede (slicing) é positivo, por outro, pode expor as operadoras a riscos.


“Mais slices significa mais dispositivos virtuais e mais configurações”, disse, apontando a má configuração é responsável por um terço dos ataques nas redes 4G e 75% das vulnerabilidades críticas ou altamente severas.


Com o core baseado em TCP/IP, as redes da quinta geração representam a convergência dos mundos de tecnologia da informação e telecomunicações. “Estes protocolos são abertos e bem conhecidos; existem ferramentas facilmente disponíveis para encontrar e explorar vulnerabilidades”, destacou Kurbatov, alertando para risco de as operadoras serem alvos de roubo de dados e informações.


Para mitigar os riscos, o especialista indica que as empresas devem garantir a proteção dos ativos que usa; proteger as redes definidas por software (SDN), a virtualização das funções de rede (NFV) e o ambiente virtual; proteger as novas tecnologias e os novos canais de comunicação; assumir o controle dos dispositivos de internet das coisas conectados à sua rede sempre que possível, como, por exemplo, fazendo a análise deles; e tornar a segurança parte da sua qualidade de serviço, o que também pode ser um diferencial de marketing.


por Roberta Prescott




#conectalatam #telcodigital #telco2019 #telco #telecom #tic #fraud #5g #networktransformation #digitaltransformation #bigdata #businessassurance #rede #networkslicing #slicing #slices #iot #cloud #nfv #sdn #sva #cloudnative #datacenter #integracaodeservicos #dmitrykurbatov #positivetechnologies

16 views

© 2020 by Conecta Latam